Aulas Ao VivoPlaylist de Aulas

3 maneiras infalíveis para formular preço em seu consultório!

7.76KVisitas

A definição de preço é um dos grandes desafios da gestão em odontologia atual. Muitos dentistas acabam negligenciando este elemento importante da administração de seu consultório ou clínica, que é responsável por gerar lucratividade, impulsionar o marketing do negócio e aumentar a percepção de valor agregado.

Este caminho costuma ser cheio de dúvidas para os dentistas, tais como:

  1. Vale a pena correr o risco de cobrar preços mais baixos e assim perder a visão de valor e credibilidade do seu negócio?
  2. Afinal, cobrar mais barato para tentar conquistar o maior número de clientes geralmente significa obter mais lucro?
  3. Qual o preço certo a se cobrar em uma consulta ou tratamento?

O Método PowerDoctor e a Dra. Marina Lara podem responder às duas primeiras perguntas com um assertivo não. Já a terceira questão será respondida a seguir, então continue acompanhando essa leitura.

Para realizar a formulação de preço em seu negócio, existem 3 maneiras infalíveis que devem ser consideradas, sendo elas: o custo, o valor agregado e a concorrência.

 

Custo

O custo é o preço gasto para a aquisição de algum bem, produto ou serviço. 

Em odontologia, o custo refere-se aos investimentos em materiais tais como objetos da rotina do consultório (luvas, máscaras, guardanapos) e custos de protéticos.

Saber o custo de sua estrutura de trabalho e tratamento é o primeiro passo para pensar a precificação. Ele serve para que você obtenha parâmetros, pois pouco a pouco estas informações vão ficar em seu inconsciente, tornando o trabalho de formular preço mais ágil e ao mesmo tempo complexo.

A Dra. Marina Lara recomenda que você reserve pelo menos uma vez ao mês para fazer sozinho ou junto de seu contador o custo de operação. Nesta conta, devem estar inclusos os custos em aluguel e condomínio (se aplicável), folha de pagamentos dos funcionários, compras realizadas durante o período calculado e outros investimentos.

Um exemplo de como calcular o custo é: se sua operação custou R$ 20.000 reais, você irá dividi-la pelo número de horas no mês que sua clínica fica aberta, assim você terá como resultado um valor estimado para aplicar na precificação do seu trabalho.

Este exemplo pode ser ilustrado pela seguinte imagem:

Ou, se preferir, faça o download da Planilha para Cálculo de Horas – Consultório PowerDoctor.

Entretanto, fique ligado: além do custo dos materiais, é importante também considerar o custo da sua hora técnica, que faz parte do valor agregado.

 

Valor agregado

 

Este conceito é muito importante para o funcionamento da estrutura do seu consultório e também está associado ao custo da hora técnica mencionada acima. Isto significa que você deve gerar uma percepção  de valor sobre o paciente, criando um ambiente que seja ao mesmo tempo agradável e funcional para atender às suas expectativas.

Um dos fatores que influenciam para o aumento significativo do valor agregado é desenvolver em seu espaço físico mimos para uma melhor convivência. Outro, é analisar a sua credibilidade no mercado e seu tempo de atuação e também o número de especializações já realizadas em sua área.

Saber como comunicar o preço para os pacientes também faz parte do valor agregado. Saiba por que é tão importante comunicar o preço em seu consultório.

A forma de conversar sobre um investimento a ser realizado em um tratamento odontológico precisa ser elaborado com a devida complexidade que o tratamento exige.

Conheça estratégias de primeira e segunda consulta para fazer o paciente visualizar o valor do seu trabalho

Entenda o que é valor na odontologia.

 

Mercado

A última estratégia para pensar o preço do seu negócio é: conheça o seu terreno! Isto significa que você deve estar a par de quem são os seus concorrentes em seu segmento de atuação profissional.

É interessante ter noção do investimento que outros concorrentes estão cobrando, desde que eles sejam possuam similaridades com o seu trabalho. Neste quesito, é importante competir diretamente com profissionais que possuem estruturas de trabalho parecidas com a sua e também um nível de formação acadêmica equiparado.

Portanto, não vá concorrer com uma clínica mais luxuosa se o seu espaço físico de trabalho é enxuto.

3-maneiras-de-formular-preco-em-seu-consultorio-metodo-power-doctor


Conclusão

 

Colega dentista, depois dessas dicas infalíveis ficou mais fácil refletir sobre como criar preços, não é mesmo?

Este exercício é muito importante, pois no final do seu processo haverá uma garantia de retorno positivo para o seu dia-a-dia no consultório.

Em caso de dúvidas, não deixe de nos enviar perguntas. Se você gostou deste artigo, compartilhe e deixe também um comentário.

E caso você tenha ficado curioso sobre o Protocolo de Procedimento Avulso, não deixe de nos mandar um Whatsapp com a #Preco.